Relações Internacionais

Relações Internacionais: 7 possibilidades para trabalhar na área 🌎

Com o mundo em plena transformação e discussão, uma das carreiras em voga no mercado é a de Relações Internacionais. Graças à globalização, cada vez mais os países precisam de tecnologia, mão de obra e conhecimento uns dos outros, e o profissional formado na área pode facilitar bastante esse meio de campo.

Diferentemente do que muitos pensam, essa profissão não tem nada de monótona. A vida de um profissional formado em Relações Internacionais é mais agitada que perfil de famosos no Facebook. Participa de muitas reuniões, discussões e negociações sobre vários temas.

Então, se você busca algo dentro desse perfil, é provável que se identifique com a área de Relações Internacionais. Para ajudar, preparamos este artigo mostrando alguns dos principais setores de atuação dessa profissão.

Boa leitura!

O que faz o profissional de Relações Internacionais?

O primeiro ponto que você deve entender sobre a área de Relações Internacionais é que se trata de um trabalho de muito debate, flexibilidade e expertise. Em outras profissões, onde você pode se esquivar de certos temas, aqui não há escapatória. Se puxarem um assunto, você tem que estar pronto para emitir opinião e ainda ter jogo de cintura para não causar mal-estar e iniciar um problema diplomático.

Na prática, a discussão de pautas que afetam os países parceiros, e outras potências mundiais, é o cerne deste trabalho. No dia a dia, você fará análises sobre:

  • Economia;
  • História;
  • Política;
  • Cultura;
  • Direito;
  • Social.

Esse trâmite é necessário para que você fique por dentro de mudanças e fatores internacionais que podem afetar a relação com os parceiros, empresas ou os próprios países. 

Quanto mais atualizado nesse sentido, melhor para atuar como intermediador ou interlocutor em uma negociação – seja para órgãos públicos ou para empresas privadas.

Mas, nem só de discussões, debates e reuniões vive o profissional de Relações Internacionais. Por causa da globalização e da alta exigência da área, esse é um trabalho bastante valorizado atualmente.

Ao iniciar na área, por exemplo, os seus ganhos variam entre R$1,5 mil a R$2 mil. Para os profissionais com mais tempo de mercado, a renda média é de R$9 mil a R$10 mil. Já para o primeiro escalão de Relações Internacionais, os ganhos passam de R$20 mil por mês.

Quais são as áreas de atuação profissional?

Agora que você já conhece as funções e os rendimentos de um profissional de Relações Internacionais, só falta saber onde você pode “ganhar o seu pão de cada dia”.

Confira as principais áreas de atuação.

1. Órgãos governamentais

O serviço público não é o único caminho para um profissional de Relações Exteriores. Mas, é fato que se trata de uma área com grandes oportunidades.

Não apenas órgãos federais, mas estaduais, e até municipais, utilizam serviços de um especialista em assuntos internacionais. E como existem inúmeras secretarias governamentais, a chance de empregabilidade é alta.

Na esfera federal, por exemplo, é possível atuar como diplomata e embaixador, representando a nação internacionalmente. Ambas as carreiras possuem prestígio e ganhos atrativos não só de ordem financeira, como também cultural.

Relações internacionais órgãos governamentais

2. Comércio Exterior

Saindo do serviço público, a área privada também oferece uma gama de possibilidades para o profissional formado em Relações Internacionais. 

Uma das mais conhecidas é o Comércio Exterior, no qual o ingressante foca na expansão da empresa para o mercado estrangeiro. Aqui você também deve contar com muito poder de persuasão e habilidade de negociação.

3. Marketing Internacional

Para uma boa expansão de negócios é preciso trabalhar a marca da empresa junto aos futuros investidores. E, nessa parte, o profissional de Relações também entra como peça importante, só que de uma forma mais estratégica.

Para ser bem-sucedido, é preciso trabalhar em conjunto com o setor de Marketing, com a visão de alguém que lida e conhece melhor a cultura, a política e outros fatores dos novos parceiros.

4. Logística Internacional

Pode parecer surpresa para muitas pessoas de fora da área, mas a Logística também é um campo cheio de oportunidades para um Relações Internacionais. Isso porque o envio de mercadorias para outros países é uma prática comum em todo o mundo.

Aqui você será também mais estrategista, garantido que a gestão de recursos esteja alinhada com o perfil da sua empresa e com as políticas internacionais. Basicamente, você se tornará um analista logístico.

5. Direito Internacional

O Direito Internacional é a área relacionada a leis e normas dentro do setor. E para atuar nesse segmento, o profissional de Relações Internacionais precisa se dedicar ao estudo e à pesquisa das regras jurídicas dos outros países.

A boa notícia é que durante o ensino superior o estudante é contemplado pela disciplina de Direito, desenvolvendo conhecimento jurídico. Mas, para quem visa atuar no mercado, é essencial fortalecer os estudos através de cursos e pesquisas.

6. Agências de câmbio

Outra disciplina presente na faculdade de Relações Internacionais é a de Economia. O estudante conhece como funciona a economia mundial e ganha expertise para entender as variações do mercado.

Esse preparo adquirido dentro do curso possibilita que você trabalhe em agências de câmbio para analisar as inconsistências econômicas das moedas estrangeiras. A ideia é trazer segurança para futuros investimentos dos clientes.

7. Pesquisa acadêmica

Se o seu plano é continuar se graduando na área, uma boa opção é se tornar um pesquisador acadêmico ou mesmo professor. Como a profissão está em alta, é crescente o número de faculdades que implementam o curso na grade curricular.

Como docente, você poderá focar nas principais áreas dentro das Relações Internacionais, como Política, História, Direito, Cultura e Economia.

É claro que para tudo isso se tornar possível, você deve buscar uma faculdade bem conceituada e se inscrever na graduação de Relações Internacionais

A partir daí, a sua dedicação nos estudos mostrará qual caminho será o mais viável para você profissionalmente dentro do setor.

Na Belas Artes, reforçamos a identidade cultural no estudo de Relações Internacionais. Este fator é uma vantagem competitiva para quem se forma na área.

Achou este artigo interessante? Não deixe de assinar a nossa newsletter na página principal do nosso blog para acompanhar todas as nossas novidades.

Postar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.