Descubra quanto ganha um arquiteto

quanto ganha um arquiteto

É normal ter dúvida na hora de escolher qual profissão seguir. Afinal, são diversos ramos possíveis. Mas, para quem tem afinidade com a área de decoração, desenho e interiores, pode gostar da Arquitetura. Essa área é muito interessante e plural.

Por isso, neste texto vamos falar um pouco sobre a profissão e quanto ganha um arquiteto. Quer saber mais sobre esse tema? Então siga com a leitura e descubra tudo!

Arquitetura: saiba mais sobre essa profissão

Antes de mais nada, vamos falar um pouco sobre o ofício do profissional formado em Arquitetura. Um arquiteto é quem tem a capacidade de desenhar projetos, planejar ambientes e projetar os mais diversos espaços de convivência.

Todos os dias, passamos por locais que foram pensados por profissionais da área de Arquitetura. Sua profissão é de suma importância para encontrar soluções para os problemas do dia a dia.

Sua atuação é, principalmente, na área da funcionalidade dos ambientes, assim como seu conforto. Mas não se restringe a apenas isso. 

Confira, abaixo, algumas das possibilidades de atuação de um profissional de Arquitetura.

  • realizar design virtual (videogames e animações);
  • restaurar edifícios e centros históricos;
  • atuar em fotografia de arquitetura;
  • realizar projetos de paisagismo;
  • projetar espaços em geral;
  • fazer pesquisa acadêmica;
  • projetar modelos 3D;
  • projetar iluminações;
  • desenhar plantas;
  • vistoriar obras. 

Como é possível perceber, há uma grande relevância e prestígio na carreira de arquiteto. Diversos projetos essenciais dependem desse profissional para serem executados.

Remuneração: quanto ganha um arquiteto

Mas, afinal de contas, quanto ganha um arquiteto? O assunto não tem uma base certa. Depende de diversos fatores, como experiência na profissão, áreas de atuação ou se trabalha de forma fixa em alguma organização.

Piso salarial de acordo com a legislação

No Brasil, o assunto é regulado por meio da Lei n. 4.950-A, de 1966, que traz uma lista de diferentes faixas de remuneração. Todas estão de acordo com o tempo de trabalho.

Para o profissional que trabalha menos de 6 horas por dia, o salário deve ser de, pelo menos, R$45,36 a hora. Para os profissionais que trabalham uma jornada de 6 horas, a remuneração é a equivalente a 6 salários-mínimos.

Os que trabalham 7 horas recebem 7,25 salários-mínimos. E, para os que trabalham jornadas de 8 horas, 8,5 salários-mínimos.

Salário de um arquiteto iniciante

Para um arquiteto iniciante, o salário costuma ser em torno de R$3.500,00.

Conforme o profissional cresce na empresa ou corporação, é possível negociar um aumento e adquirir mais responsabilidades. Isso faz com que sua remuneração aumente.

Salário de um arquiteto pleno

Já para um arquiteto pleno, após passado o período de experiência, o cenário muda. Apesar de o salário inicial já ser bem atrativo, a tendência é que os profissionais de Arquitetura ganhem mais ainda.

Um arquiteto pleno ganha, em média, R$4.200,00.

Salário de um arquiteto sênior

Agora, vamos falar sobre quanto ganha um arquiteto sênior, que tem mais experiência. Pode, inclusive, treinar estagiários e abrir a sua própria empresa.

Para esse tipo de arquiteto, a remuneração mensal varia de R$7.000,00 a R$11.000,00.

Definitivamente, uma profissão na qual a remuneração se valoriza com o tempo, não é mesmo?

Salário de um arquiteto fora do país

E quanto ganha um arquiteto fora do país? A Arquitetura é uma das áreas que o conhecimento pode ser levado a outros países.

Exatamente pelo fato de ter essa facilidade na transferência de emprego, um arquiteto brasileiro pode atuar em qualquer lugar do mundo!

Nos Estados Unidos, por exemplo, há a possibilidade de ganhar cerca de US$6.000,00 por mês. O que totaliza US$72.000,00 por ano.

Salário de um arquiteto concursado

Além das possibilidades que mencionamos, você ainda pode investir no setor público. Há demanda por profissionais da Arquitetura em todos os ramos, inclusive na esfera governamental.

Ser arquiteto concursado significa estabilidade, tranquilidade e um salário gordo.

Apesar das variações, um arquiteto concursado recebe cerca de R$9.000,00 mensais para atuar na área.

Perguntas importantes: o que vale a pena saber sobre quanto ganha um arquiteto

Ainda na dúvida sobre quanto ganha um arquiteto e como é a vida desse profissional? Não se preocupe! Selecionamos algumas questões recorrentes de quem quer fazer esse curso e respondemos tudo em detalhes. Descubra!

Qual tipo de Arquitetura ganha mais?

O arquiteto urbanista, o arquiteto de edificações e o arquiteto de patrimônio encabeçam a lista de profissionais que ganham mais, segundo o site QueroBolsa.com.br.

É importante considerar, entretanto, que os valores podem mudar de região para região. Inclusive, o salário para quem quer trabalhar fora do Brasil também muda. Por lá, pode ser que outros tipos de arquitetos tenham uma demanda maior, assim como o salário.

Por isso, pensar em ganhos é importante para projetar seu futuro. Porém, também é essencial atuar em uma área que você realmente goste. Então, equilibre bem esses dois quesitos na hora de escolher como você vai trabalhar.

Quanto ganha um arquiteto por mês e por projeto?

Não existe uma regra sobre a remuneração mensal de um arquiteto. Se ele é recém-formado e contratado de uma empresa, seu salário provavelmente será calculado com base no piso salarial de um arquiteto júnior.

Um arquiteto urbanista, por outro lado, também terá um salário mensal diferente de um arquiteto de edificações. Por isso, é importante pesquisar a respeito do mercado de trabalho de Arquitetura constantemente, para saber o que esperar da área na qual você pretende atuar.

Além disso, os valores também variam por projeto. Tudo depende da finalidade, do seu tamanho, da visibilidade que ele terá, entre outros pontos importantes que farão dele mais ou menos elaborado.

A tendência é que você descubra valores mais exatos na medida em que exerce sua profissão e ganha experiência.

Quantos anos dura o curso de Arquitetura?

Outra pergunta que pode surgir nesse contexto é sobre a duração do curso de Arquitetura, que é um pouco mais longo do que os outros de bacharelado. São 5 anos de duração, ou seja, 10 semestres.

Esse período serve para que os estudantes aprendam a compreender todas as necessidades humanas que refletem em projetos e construções de espaços, edificações, áreas de paisagismo e muito mais.

Depois, você ainda pode se especializar ao fazer uma pós-graduação na área da Arquitetura que mais gosta. Ou, então, continuar a se dedicar a cursos de aperfeiçoamento, participar de eventos e outras oportunidades que ajudem a aprofundar seus conhecimentos.

Tudo isso é uma forma de contribuir para sua experiência. E, consequentemente, aumentar seu salário ao longo do tempo.

Como é a vida de um arquiteto?

Você já viu um pouco sobre o que o arquiteto faz, mas como é mesmo a vida desse profissional? Bem, a rotina é bastante variada.

Há quem se dedique a seu próprio escritório e esteja à frente de seu negócio. Outros preferem trabalhar em empresas e escritórios renomados, com o desenho de plantas ou com cálculos estruturais.

Ainda há aqueles que gostam mais de visitar clientes, e os que precisam estar presentes diretamente no canteiro de obras para monitorar a execução de um projeto.

E, é claro, tem arquiteto que mescla várias dessas atividades em seu dia a dia. De qualquer forma, esse não é um trabalho monótono.

Você sempre precisa estar com a mente e a criatividade na ativa, para encontrar boas soluções e inovações para seus projetos.

É fácil arrumar emprego de arquiteto?

Se as coisas são fáceis demais, desconfie. Já ouviu esse ditado?

É claro que há chances de você se formar e de cara encontrar um emprego interessante. Mas pode ser que você tenha que ralar um pouco mais até conquistar a vaga dos seus sonhos.

E está tudo bem! Não fique desiludido com a profissão de arquiteto se as coisas demorarem além do esperado para se desenrolarem.

Como em qualquer área, há épocas de maior e menor demanda, e isso reflete na procura por profissionais. 

Mas, de forma geral, a Arquitetura é um setor bem aquecido, porque as pessoas sempre querem construir e renovar seus espaços. E precisam fazer isso com responsabilidade, algo que só a experiência de um profissional qualificado pode oferecer.

Qual é o futuro da Arquitetura?

O futuro da Arquitetura é bastante próspero. Afinal, a função de um arquiteto não é simplesmente desenhar e fazer contas.

Inclui, também, explorar novas tecnologias, recursos, tendências, materiais e técnicas. E essas são coisas que se atualizam o tempo todo!

É por isso que ao acompanhar a história da Arquitetura, percebemos tantas mudanças nas construções. No futuro, isso não será diferente.

Ainda vale lembrar que sim, as cidades estão se expandindo na medida em que a população cresce. Os espaços urbanos precisam se adaptar a essa transformação, algo que só será possível com projetos de arquitetura que façam sentido dentro de um contexto social.

Ou seja, não se preocupe! Haverá muito trabalho para que você trabalhe na Arquitetura.

É muito difícil passar em Arquitetura? E se sou ruim em matemática, posso fazer Arquitetura?

Sobre isso, não tem como dar uma resposta muito objetiva. Sim, pode ser difícil passar em Arquitetura se você não se preparar adequadamente para o Enem ou vestibular.

Ou ainda, se escolher uma instituição de ensino superior bastante concorrida. E também se juntar essas questões de uma vez só.

No mais, quem tem uma aptidão maior para a matemática tem mais chances de se dar bem no curso. Mas isso não é uma regra.

Há quem se descubra um craque na medida em que se dedica aos estudos e supera as dificuldades. A Arquitetura não se resume somente a contas, é preciso de lógica, bom senso, percepção estética e uma série de outras características que, somadas à matemática, formam um bom profissional.

Enfim, o que todo estudante de Arquitetura precisa saber vai muito além de quanto ganha um arquiteto. É preciso se lembrar, sempre, de que dedicação, esforço e atualização constantes levam ao reconhecimento. O salário é apenas o retorno que você recebe sobre isso.

Ensino superior: a importância da qualificação na área

Agora que você já sabe quanto ganha um arquiteto, vamos falar um pouco mais sobre a qualificação na área. Não é novidade que o mercado é cada vez mais concorrido.

Exatamente por isso, vale a pena ressaltar a importância de se ter uma boa qualificação no currículo.

Ao optar por uma graduação em Arquitetura, vale a pena pesquisar pelas melhores faculdades do ramo.

Ter faculdade é requisito para exercer a profissão

Para exercer a profissão, é requisito primordial ter o ensino superior na área. Uma vez que apenas profissionais formados podem requerer a carteira profissional no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) em seu estado.

Por isso, é essencial buscar uma boa instituição de ensino superior em Arquitetura. Esse é o primeiro passo para começar a sua carreira na área.

Além disso, vai ser possível reunir os conhecimentos básicos e avançados de que você vai precisar. Um bom arquiteto deve ser bom no que faz. E, para isso, deve se profissionalizar.

Com toda a certeza, saber quanto ganha um arquiteto é essencial para quem está em dúvida sobre a carreira. Outros aspectos também devem ser levados em conta, como as áreas de atuação no ramo, por exemplo. Agora você já está pronto para decidir!

Gostou de saber mais sobre quanto ganha um arquiteto? Esse assunto é importante para quem deseja seguir na área. Para que você saiba ainda mais sobre o tema, descubra qual área de atuação na Arquitetura tem a sua cara.

Você pode gostar também
Tags: Arquitetura Belas Artes, Arquitetura SP, carreira de arquiteto, curso de Arquitetura, quanto ganha um arquiteto, salário de arquiteto

Postagens semelhantes