Design de Produto

Design de Produto: saiba como funciona essa graduação 🔎

Assim como o engenheiro atua em diferentes setores, o designer abrange variadas vertentes. Em uma mesma empresa, por exemplo, você pode ter profissionais formados em Design de interiores, Design Gráfico e Design de Produto.

O fato é que por mais que sejam áreas que conversem entre si, não se trata da mesma profissão. 

E de todas as citadas, o Design de Produto é a que mais exige atualização por parte do profissional – para que o produto final converse com as tendências do momento.

Está pensando em fazer o curso de Design de Produto, mas antes quer entender mais sobre esse universo? Então esta postagem é para você. 

Vem com a gente!

O que faz um profissional do Design de Produto?

O Design de Produto, ou Design Industrial, é uma área que se autodescreve, pois a ideia é exatamente o que o nome aponta: o desenvolvimento de soluções ou de aprimoramentos para produtos comercializados ao público.

A grande questão é que quando se fala em “produtos”, muitas pessoas associam logo a mercadorias diárias como alimentos, doces, itens de limpeza etc. 

Eles também fazem parte dessa categoria, é claro, mas a gama do Design de Produto é muito maior, por exemplo:

·         Utensílios domésticos;

·         Indústria automotiva;

·         Eletroeletrônicos;

·         Embalagens;

·         Brinquedos;

·         Mobiliário;

·         Vestuário.

Independentemente do segmento, o dever do designer é sempre garantir que o produto apresente funcionalidades relevantes e esteja adequado às necessidades do seu consumidor.

Como funciona a graduação de Design de Produto?

Para se tornar um profissional da área é preciso cursar a faculdade na modalidade regular de quatro anos. 

Como a maior parte dos cursos, no início o aluno é apresentado a temas gerais e a conceitos de introdução à área.

Durante a jornada na faculdade você tem que desenhar bastante – então uma boa dica é gostar muito de praticar, pois isso facilitará o seu trabalho. 

A boa notícia é que não fica apenas nos desenhos técnicos e demandados pelo professor, você consegue soltar a criatividade em vários momentos.

A cada novo semestre as dificuldades e os desafios aumentam, mas você também apresenta mais preparo técnico e prático. 

Então, pode ter certeza de que a missão é altamente possível!

Para concluir e se tornar um designer profissional você tem que desenvolver, apresentar e ser aprovado no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) – aquele mesmo.

Quais as matérias apresentadas no curso superior?

Como dito, nos primeiros semestres você é apresentado a matérias introdutórias, assuntos que abordam ainda superficialmente o Design de Produto.

No entanto, no decorrer no curso você se depara com muita matéria ligada à Matemática, como geometria espacial e plana, bem como ao desenho. 

Entre os assuntos abordados ao longo dos 8 semestres, estão:

·         Tendências: análise e construções de cenário;

·         História da arte: moderna e contemporânea;

·         Criação e inovação no design;

·         Design e sustentabilidade;

·         Desenho de modelo vivo;

·         Geometria.

Quais as áreas de atuação para o profissional em Design de Produto?

Depois de muito aprendizado teórico e prático, vem a parte de aplicar no mercado.

Uma ótima notícia é que a área de atuação profissional não é limitada, dando-lhe a possibilidade até de escolher. 

Confira, a seguir, alguns caminhos que você pode seguir.

Desenho Industrial

Lembra-se que a profissão é até chamada de “Design Industrial”? Essa “mistura” não é à toa. 

A indústria é o caminho natural de muitos formandos, que entram no setor para projetar veículos, como motos e carros, ou eletrodomésticos, como geladeiras e televisores.

Caso tenha dúvidas por onde seguir após o curso, o setor da Indústria é uma opção bastante acolhedora para o designer de produtos.

Prototipagem

Antes de ir para a produção de fato, a maior parte dos objetos precisa passar pelo processo de prototipagem, onde são analisados e aprovados pelos técnicos e/ou investidores. 

Um designer pode atuar justamente nessa área, criando e até testando as ideias primárias.

Design de Embalagens

Essa é mais uma área clássica do Design de produto, onde o profissional fica encarregado de criar embalagens para diferentes mercadorias. 

Setores de Limpeza e de Maquiagem são alguns que investem alto em mão de obra profissional para o desenvolvimento de embalagens.

Gestor de equipes

Algumas empresas utilizam inúmeras equipes em seus departamentos de Design de Produtos, e toda equipe precisa de um líder. 

É aí que a vaga de gestor pode surgir na sua carreira, sendo o comandante que gere os outros colaboradores e acompanha todo o processo de criação do produto.

Acompanhamento da UX (User Experience)

No geral, o trabalho do designer de produto é garantir que os itens produzidos atendam às necessidades dos consumidores. 

E, para assegurar isso, as empresas criam cargos apenas para fazer esse acompanhamento, o chamado gestor de UX (User Experience ou Experiência do Cliente, em português).

O profissional com o nível superior pode comandar essa área também, extraindo a opinião dos clientes e avaliando o processo de produção de acordo com esses dados.

Ergonomia

Basicamente, a ergonomia diz respeito à inteiração entre seres humanos e outros sistemas – aqui, os “outros sistemas” são os produtos. 

No Design de Produto, a ergonomia tem tudo a ver com a UX, pois os itens desenvolvidos precisam estar de acordo com os consumidores.

No departamento de Ergonomia o designer deve se certificar que os produtos desenvolvidos estão, de fato, servindo como o esperado e atendendo às expectativas dos compradores.

Qual o perfil do designer de produto?

Além de gostar de desenhar e não ser “fugitivo” da matemática, para ser um profissional de excelência no mundo do Design de Produto você precisa ser abrangente no dia a dia. 

Por exemplo, dependendo da empresa e do setor, você exercerá no mesmo dia atividades como: ergonomia, desenho livre, estética, arte, marketing etc.

Esse foi o nosso panorama sobre o mundo do Design de Produto. 

Se você se identificou ainda mais com a área, não perca tempo e se matricule imediatamente para a próxima turma em uma faculdade de renome e com estrutura completa para formar ótimos profissionais. 

Esteja certo que uma grande jornada espera por você!

Gostou do artigo? Siga a nossa página no Facebook e Instagram para mais conteúdos interessantes.

Postar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.