Design Gráfico

6 áreas de atuação para o profissional do Design Gráfico 🖌️ 🖥️

O visual é o que chama a nossa atenção quando a gente olha para uma publicidade na rua, tem contato com uma nova marca ou acessa um aplicativo no celular. E tudo isso precisou do Design Gráfico em alguma etapa.

Curte a ideia de seguir uma carreira de designer?

Então, para saber se você está no caminho certo, entenda melhor as funções desse profissional e com o que é possível trabalhar. 

Bora lá?

Entenda o que um designer gráfico faz

O trabalho de quem se forma no curso de design gráfico vai depender muito da área de atuação. 

No geral, o designer trabalha com a criação de materiais institucionais, de comunicação, rótulos, sites, apps, vídeos, entre outros.

Não pense que o trabalho fica ali só no mundo das ideias. Para que essas peças nasçam, o designer precisa botar a mão na massa e dominar vários programas de criação e edição digital.

Quanto mais elaborados forem os materiais criados mais ferramentas esse profissional precisa saber usar. Programas como Illustrator e Photoshop são alguns dos mais básicos.

Descubra em que lugares o designer gráfico pode trabalhar

O mercado de trabalho dá bastante opção para os designers. 

Afinal, praticamente todas as empresas precisam desse profissional, seja na hora de criar a marca, produzir panfletos, divulgar produtos, etc.

As editoras e agências de comunicação são os lugares mais comuns. Porém, muitos profissionais também trabalham em produtoras, emissoras de televisão, indústrias, gráficas, empresas de embalagem.

Outros escolhem trabalhar como autônomos, os famosos freelas

Nesse caso, o designer pega projetos pontuais para fazer em casa ou até mesmo trabalhando dentro de uma empresa por um tempo determinado.

Quer fazer design gráfico? Conheça 6 áreas de atuação para os formados

Antes de se matricular no curso, vale a pena você conhecer melhor as opções de trabalho para quem se forma em design gráfico.

Veja abaixo quais são as principais áreas de atuação:

1. Produção impressa

Embora hoje o digital tenha tomado dominado o mundo do design gráfico, muitos profissionais formados na área ainda trabalham no ramo mais tradicional.

São eles que cuidam da parte visual de jornais, revistas, folhetos, livros, outdoors e outros tipos de publicação impressa.

Ainda que esses materiais gráficos sejam offline, eles costumam ser criados no computador. Com a ajuda de softwares específicos, o designer trabalha na criação e edição dessas peças.

Para não ficar na mão das gráficas e evitar falhas, quem trabalha na área precisa entender sobre escala de cores e ter uma boa noção de impressão também. 

Do contrário, o prejuízo pode ser grande, principalmente quando o volume de material impresso é alto.

2. Webdesign

Já faz um tempinho que o design digital se tornou a área de atuação mais comum para quem se forma em design gráfico. 

Afinal, quase toda a informação consumida hoje chega por meio das telas.

Os sites, aplicativos de celular, jogos, animações e vídeos que você acessa tiveram que passar pelas mãos de um designer.

Quem manja de linguagens de programação tem ainda mais chances de se dar bem na área. Isso porque esse tipo de conhecimento ajuda na construção de sites e apps.

Hoje é bem comum ver equipes formadas por designers e desenvolvedores. Eles trabalham juntos para criar interfaces visualmente atrativas e fáceis de usar.

Design Gráfico - possibilidades

3. Identidade Visual

Os designers que vão para a área de identidade visual – uma parte do trabalho de branding – cuidam de toda parte institucional de uma marca. 

Esse trabalho vai desde a idealização até os detalhes visuais de cada material.

Não dá para uma marca existir sem logotipo. Quem cria não apenas o logotipo como também define o estilo, as cores da identidade e as fontes que vão ser usadas é o designer.

Além de fazer um trabalho pesado de pesquisa e botar a criatividade para funcionar, o profissional também trabalha na criação dos materiais corporativos, peças publicitárias, imagens, entre outros.

4. Design Editorial

Se você curte a ideia de trabalhar como freela, o design editorial provavelmente vai ser uma área que você vai conhecer bem.

Aqui, a função do designer é pegar algum material – pode ser folheto, livro, revista e até apresentação de Powerpoint – e deixar a leitura dele mais agradável. Por isso, costuma ser um trabalho mais pontual.

Não só a capa como também as cores, a fonte, o estilo de diagramação e outros elementos fazem uma grande diferença para quem lê. Portanto, precisam ser escolhidos com cuidado.

5. Direção de Arte

Na publicidade, o designer é chamado de Diretor de Arte. 

Por ser uma área que produz bastante material para campanhas de todos os tipos, ela atrai muitos designers. 

É importante que o profissional já tenha alguns anos de experiência no mercado para exercer essa função.

O glamour desse universo antes estava nas peças feitas para televisão. Mas hoje já é muito mais diverso por conta da internet e das redes sociais.

Caso você seja mais ligado ao conceito por trás das ideias, essa pode ser uma ótima opção de trabalho para você. 

O Diretor de Arte fica responsável pela parte conceitual dos projetos, enquanto outros designers cuidam da execução.

6. Animação

Outra opção para o designer gráfico é a área de animação. Para entrar nesse ramo, o profissional precisa ser craque em ilustração e se especializar.

Quem não é da área acha que animação é uma coisa só, mas não é. Existem vários tipos que variam de acordo com as técnicas usadas e o resultado esperado.

Quanto mais complexas, o designer precisa ter maior domínio dos programas disponíveis para conseguir fazer um bom trabalho. Ou seja, ninguém começa a trabalhar com animação da noite para o dia. É preciso se preparar bastante.

Será que o Design Gráfico é para você?

Deu para ter uma noção melhor de como pode ser o seu futuro profissional?

 Conhecer as possibilidades de trabalho com design gráfico ajuda você a tomar uma decisão sobre qual carreira escolher.

Vale a pena também ficar ligado nas novidades do mercado de trabalho e saber mais sobre como é a vida na faculdade.

Não sabe por onde começar? Assine a newsletter da Belas Artes para receber os conteúdos que você precisa! 

Postar comentário