Design de Games

Design de Games: saiba tudo sobre essa graduação 🎮

Fazer uma faculdade de Design de Games é uma ótima escolha para os apaixonados por jogos. É uma área que não para de crescer no Brasil e no mundo.

O mercado brasileiro de jogos digitais está com tudo. De acordo com o 2º Censo da Indústria Brasileira de Jogos Digitais, a indústria cresceu 164% de 2014 a 2018.

Sem contar que é um setor que consegue escapar das crises econômicas.

Por isso, se você sonha em trabalhar com criação de jogos, fazer uma graduação na área pode ser uma boa.

A seguir, a gente conta sobre como o curso funciona e quais são as principais matérias que você vai estudar. Acompanhe!

Design de Games - CTA1

O que é Design de Games?

É a área que se dedica exclusivamente ao desenvolvimento de jogos eletrônicos para videogames, computadores e celulares. Além de criar jogos recreativos, o designer de games desenvolve jogos para empresas, escolas e cursos de educação.

Quem trabalha na área precisa dominar vários conhecimentos técnicos, mas não só isso.

Os profissionais também precisam entender sobre comportamento do usuário, analisar tendências de mercado, ter uma percepção estética apurada.

Principalmente no caso dos jogos com propósitos educativos, existe muita coisa por trás. Nenhum game é criado pensando só na diversão.

Por isso, a área precisou se aprimorar cada vez mais. Mas quem se dá bem como designer de games precisa ter um alto nível de qualificação

Qual o caminho para trabalhar na área?

As possibilidades dentro do universo do Design de Games são várias. Você pode trabalhar em desenvolvedoras de jogos, produtoras, agências de publicidade, pequenos estúdios e até abrir o próprio negócio.

Gostar de games é o primeiro pré-requisito para ter uma carreira de sucesso na área.

Além disso, ser uma pessoa ligada no mundo digital e nas tendências tecnológicas faz toda a diferença na hora de criar jogos com uma experiência diferenciada.

E, claro, um ponto primordial é fazer um curso superior em Design de Games. De preferência, em uma faculdade de qualidade e ligada ao mundo da inovação.

Design de Games - graduação

Conheça o curso de Design de Games

Com duração de 4 anos, o curso de graduação é a melhor forma de conseguir qualificação profissional na área.

Quem estuda Design de Games precisa adquirir conhecimentos não só sobre tecnologia, mas também sobre:

  • Percepção visual;
  • História da arte e do design;
  • Empreendedorismo e inovação;
  • Geometria;
  • Estética e felicidade;
  • Plástica;
  • Design emocional;
  • História dos jogos;
  • Digital storytelling;
  • Desenvolvimento de personagem;
  • Design de interface;
  • Sound design;
  • Entre outros.

Se você fizer o curso, vai ter disciplinas sobre todos esses assuntos. E também vai precisar desenvolver projetos para aplicar os conhecimentos de sala de aula.

Por isso, é importante que a faculdade ofereça laboratórios e equipamentos de última geração para os alunos experimentarem as ferramentas usadas no mercado.

5 matérias que você vai estudar no curso

Conheça de perto algumas das disciplinas da graduação em Design de Games:

1. Roteiro para jogos

O nível de elaboração do roteiro costuma acompanhar a complexidade do jogo. Mas, mesmo nos mais simples, o roteiro é uma parte muito importante.

Nesta disciplina, os alunos aprendem a desenvolver um texto-projeto, em que todos os detalhes do jogo são descritos. É a partir desse roteiro que os profissionais decidem se faz sentido criar o produto ou não.

Por isso, o projeto precisa ser bem feito. Ele deve apresentar a ideia, a narrativa usada na história do jogo, a história de cada personagem, capítulos, cenas e missões.

2. Algoritmos e programação

A programação é uma das matérias mais importantes do curso, pois é a base da criação de games.

Se você resolver fazer o curso, vai estudar os algoritmos e as principais linguagens de programação usadas no mercado de jogos.

Afinal, cada uma delas tem características diferentes e são adequadas para objetivos específicos. Enquanto algumas são melhores para jogos mais simples para navegador, outras são mais versáteis e usadas por desenvolvedores independentes.

3. Princípios de animação

Outra parte importante de um game é a animação. E essa é uma área que segue certos princípios, que os estudantes aprendem em profundidade na graduação.

Mas o que são os princípios de animação?

Um deles, por exemplo, é o “princípio do squash e stretch”. O objetivo dele é criar uma ilusão de massa, peso e flexibilidade para tudo o que se movimenta dentro do jogo.

Os designers também aprendem a preparar o jogador para o que está para acontecer, guiar o olho da pessoa para chamar a atenção para um detalhe da cena, entre outras estratégias.

4. Biomimetismo

Já ouviu falar sobre biomimética? Essa matéria de nome estranho é considerada muito importante no Design de Games.

Ela usa a natureza e suas formas como fonte de inspiração para criação de jogos.

Se você parar para pensar, as linhas retas, por exemplo, não são comuns na natureza. É por isso que os jogos desenvolvidos a partir de princípios da biomimética se baseiam em formas orgânicas, próximas ao natural.

5. Ergonomia

Na disciplina de Ergonomia, você vai estudar a relação entre homem e máquina. Ou seja, como os jogadores interagem com os jogos digitais.

Tudo isso com o objetivo de desenvolver um game com uma experiência agradável para o jogador.

Os futuros designers de games estudam as interfaces usadas, como o joystick, e de que forma facilitar a interação ou evitar ações inesperadas.

Trabalhe com o que você mais curte

Nada melhor para o sucesso profissional do que trabalhar com o que você gosta. Portanto, se a área de Design de Games parece ser perfeita para você, aposte nesse match!

Bora ficar ligado em outros conteúdos interessantes para a sua vida profissional? 

Siga a Belas Artes no Instagram e no Facebook e acompanhe as novidades.

Design de Games - CTA2

Postar comentário