Economia criativa: o que é e por que um futuro estudante de moda precisa saber disso?

Economia criativa: o que é e por que um futuro estudante de moda precisa saber disso?
9 de abril de 2018 Belas Artes

economia criativa

Você que sonha em estudar design de moda e se tornar estilista ou designer, até mesmo modelista ou trabalhar com marketing de moda, precisa estar por dentro do que é a economia criativa e como ela influencia o setor de moda no mercado de trabalho.

Na hora de buscar um bom curso de moda, procure na matriz curricular disciplinas que abrangem o espectro do empreendedorismo e da inovação. Um profissional completo, é aquele que tem um conhecimento além da sua área de atuação.

Um bom designer de moda, precisa estar a par do mundo dos negócios para gerenciar o próprio negócio. É preciso conhecer economia, comportamento de consumidor, aspectos de mercado e saber como tirar bom proveito das ferramentas oferecidas por essas disciplinas.

Você já ouviu falar sobre economia criativa? Continue lendo, tire suas dúvidas e já entre na faculdade com esse assunto na ponta da língua!

O que é economia criativa?

A economia criativa ainda é considerada uma novidade no mercado e não possui um conceito único, mas trata-se de uma abordagem que envolve inovação, tecnologia, sustentabilidade, economia e criatividade, como diz o nome.

Basicamente, é a geração de impacto social, desenvolvimento local/regional ou nacional e que traz renda através da base de capital intelectual. Deu para entender?

De uma forma um pouco mais elaborada, para facilitar mais a compreensão: é um designer de moda montar um desfile em uma região específica do país e aproveitar os pequenos artesãos da cidade ou região para criar os seus acessórios. Dando espaço ao trabalho regional, gerando um impulso social no trabalho de artesãos locais e assim gerando mais empregos, por exemplo.

Que é um dos principais pontos da economia criativa, a geração de empregos, a valorização da cultura local, a sustentabilidade, entre outros.

economia criativa

É aliar a capacidade de criação ou transformação, com a criatividade, junto à ciência da produção, distribuição e consumo de bens e serviços, a economia.

Por que é preciso conhecer a economia criativa?

Conhecer a economia criativa é fundamental dentro do mundo fashion, pois é um novo formato de indústria que abrange 14 segmentos e entre eles está a moda. De acordo com o Firjan, o setor de design e inovação dentro da moda representa cerca de 2,6% do PIB brasileiro.

A geração de novos empregos e o impacto sociocultural que a economia criativa tem trazido para o cenário é um diferencial importante dentro do mercado de trabalho e está sendo explorado cada vez mais.

O estudante de moda que vai adentrar o mercado precisa conhecer os benefícios e como atuar em conjunto com a economia criativa, a fim de criar bons negócios no futuro e saber como desenvolver projetos com enfoque na economia criativa, trazendo benefícios para comunidades e/ou fazendo a diferença com o seu trabalho dentro do mercado da moda.

A economia criativa dentro da moda

Dentro do mercado da moda, a economia criativa tem muito espaço. Podemos citar o upcycling como um dos setores que trabalham a sustentabilidade, que faz parte da economia criativa, com o reaproveitamento de materiais utilizados para criar peças completamente novas.

O surgimento de designers de moda que focam na criação de produtos 100% ecofriendly e que trabalham com soluções inteligentes que vão desde a criação dos produtos até como será o seu descarte, são projetos inovadores, que trabalham com a economia circular e que estão em ascensão no mercado.

A moda vegan também está cada vez mais presente nas passarelas e araras das lojas e vem cheia de estilo e possibilidades. Incentivar a produção local e trabalhar com pequenos artesãos, costureiras é abrir um leque de oportunidades e transformar um cenário de mercado fazendo a diferença de forma muito positiva.

O que você achou da economia criativa? Já conhecia? Conte um pouco das suas ideias relacionadas ao assunto nos comentários, vamos adorar saber.

 

Top