Faculdade de Jornalismo: qual a melhor extensão internacional?

Faculdade de Jornalismo: qual a melhor extensão internacional?
28 de março de 2018 Belas Artes

faculdade de jornalismo

Quem faz jornalismo normalmente gosta muito de ler e escrever. São pessoas que têm uma capacidade surpreendente em se comunicar e traduzir informações complexas em textos que podem ser compreendidos por todos os perfis de pessoas. Nesse sentido, a faculdade de jornalismo é fundamental para formar esses profissionais e aperfeiçoar todas as habilidades comunicativas.

Mas a verdade é que muitos dos alunos sentem a necessidade de expandir as suas experiências e aprendizado para fora do ambiente da universidade brasileira. E para tanto, muitos procuram programas de extensão internacional.

Se você é uma dessas pessoas e não sabe por onde começar, fique ligado neste texto. Veja agora qual é a melhor extensão internacional para quem faz faculdade de jornalismo.

Global Program in Digital Media, nos Estados Unidos

O Global Program in Digital Media, da Universidade de Berkeley, é uma excelente opção para quem quer expandir os conhecimentos adquiridos na faculdade de jornalismo. Ele é feito especialmente para alunos estrangeiros que querem conhecer novas visões sobre a área. Principalmente estratégias de comunicação digital. A grade curricular é bastante focada em desenvolver habilidades e aprofundar o conhecimento em tecnologia, produção de conteúdo atraente e engajador nas mídias digitais.

Pré-requisitos para ser aceito no programa e fazer o curso de extensão em uma faculdade de jornalismo no exterior

Esse é um programa que não exige que o aluno esteja matriculado na faculdade de jornalismo, embora essa seja uma forte recomendação para que o conteúdo das aulas realmente tenha o impacto desejado. Na realidade, você deverá estar matriculado em uma faculdade de comunicação, com todos os documentos comprobatórios transcritos para o inglês e validados pela universidade.

faculdade de jornalismo

De uma forma geral, é preciso ter um conhecimento básico e bastante interesse em jornalismo, mídias sociais digitais e todas as áreas relacionadas a isso. Além disso, é preciso provar o domínio do inglês. Nesse sentido, existem alguns testes que podem ser feitos para que a faculdade americana tenha essa comprovação. No IELTS a nota deve ser acima de 7.0, no TOEFL IBT 90, ou no TOEIC acima de 800.

A cidade de Berkeley, na Califórnia

A cidade de Berkeley fica na costa leste da baía de São Francisco. Quer dizer, é muito próxima de locais com uma diversidade cultural muito forte e efervescente. Também é próxima ao polo de desenvolvimento tecnológico e de inovação, Palo Alto. De uma maneira geral, a comunidade ligada à Universidade é bastante ativa dentro da cidade. Por isso, além de aprender muito e expandir os conhecimentos da faculdade de jornalismo, você terá a oportunidade de criar conexões e trocar ideias com pessoas das mais variadas culturas.

Por que é importante expandir conhecimentos sobre mídias digitais

Nós temos o privilégio de testemunhar o desenvolvimento da internet e todas as suas possibilidades. Mas essa vantagem também tem seu lado desafiador, que é conseguir acompanhar todos os avanços, que muitas vezes acontecem diariamente. Nesse sentido, estudar as mídias digitais fora do Brasil traz uma vantagem grande, uma vez que você fará isso diretamente do ninho das inovações mundiais.

Para quem faz faculdade de jornalismo, procurar uma extensão universitária fora do país é um grande diferencial. Essa experiência permite o desenvolvimento de habilidades, trocas culturais e a criação de um olhar diferenciado sobre as suas oportunidades de carreira. Já pensou em quantos ganhos você terá com uma extensão fora do país?

Você faz faculdade de jornalismo e se interessa por cursos como esse? Conte nos comentários quais são suas expectativas quanto aos cursos de extensão.

Top