Estudar moda no exterior: existem complicações?

Estudar moda no exterior: existem complicações?
16 de março de 2018 Belas Artes

estudar moda no exterior

Quem sonha em fazer uma faculdade de moda, provavelmente já pensou na possibilidade de estudar moda no exterior, não é mesmo?

Já imaginou fazer parte da sua graduação na Central Saint Martins, que é a melhor escola de moda do mundo, segundo o ranking da BoF? Ou ainda, fazer um curso de verão no Istituto Marangoni, em Milão? (Que também está na lista das melhores escolas de moda mundo).

É possível e não é lá muito complicado. Bastam alguns passos, dedicação, organização e investimento. E se você já está na faculdade e ela possui parceria com escolas internacionais, é ainda mais tranquilo. Continue a leitura e fique por dentro do que é preciso para estudar moda no exterior e não se complicar.

O que é preciso para estudar moda no exterior?

Antes de mais nada, para estudar moda no exterior, é preciso definir que tipo de curso você planeja fazer. Se é um curso de curta ou longa duração, graduação ou pós. O investimento varia de acordo com o curso que você optar, e dependendo do tipo de curso, existem um pouco mais de burocracias a serem resolvidas antes de você estar com tudo pronto para embarcar.

Se você já está cursando a faculdade de moda, ou pretende cursar, é interessante verificar se a instituição possui vínculos com universidades internacionais. O que pode facilitar e muito o trâmite necessário para matrículas em cursos no exterior.

É preciso investir para estudar fora do país. E além do investimento, é preciso ter conhecimento do idioma do país no qual você pretende estudar. Se optar por Londres, por exemplo, é necessário o certificado do TOEFL, que é o exame que comprova a proficiência no inglês.

Ainda, é necessário ter passaporte e dar a entrada no visto de estudante e permanência no país pelo período necessário de estudo. É preciso que você entre em contato com a escola de sua escolha e verifique toda a documentação necessária para a realização do visto e da matrícula, as datas de inscrição e esteja atento para não perder nenhum prazo.

Você deve começar a se programar com bastante antecedência, assim tem tempo de organizar tudo que é preciso. Geralmente, são necessárias traduções juramentadas de documentos e cartas de recomendação. Mas isso varia de universidade para universidade.

estudar moda no exterior

Por isso é importante entrar em contato solicitando todos os documentos necessários e enviar com antecedência, pois se faltar alguma coisa, você tem tempo para acrescentar.

Estar em uma universidade que possui parceria com faculdades de moda internacionais – como é o caso da Belas Artes – é uma facilidade na hora de dar esse passo, pois a universidade já possui todo o seu histórico e a parceria entre as duas universidades torna mais fácil o processo, que geralmente é feito por alguém especializado no assunto.

Vale ressaltar que é importante estar por dentro das leis e costumes do país que se pretende estudar. Para não dar nenhuma bola fora, estude um pouco sobre o local que você vai visitar e morar durante o tempo de estudo.

É bacana estar por dentro da cultura local e na hora de fazer amizades mostra que você também se interessa pelo que as pessoas têm a oferecer sobre o país delas.

O que estudar fora do país pode fazer pela minha educação?

Estudar moda no exterior pode ser incrível para a sua educação e para o seu currículo. Uma das grandes vantagens é o contato direto com as tendências internacionais e aprender com educadores ativos no mercado de trabalho de grandes marcas internacionais. Além de estar próximo das marcas mais famosas e que se destacam no cenário fashion.

Na hora de buscar um emprego no mercado nacional, ter no currículo que você estudou em uma escola internacional é um diferencial positivo e de destaque. A oportunidade de criar um networking internacional também é algo que você deve aproveitar.

Sem contar que, grandes nomes do mundo da moda passaram pelas grandes escolas de moda do mundo. Muitas delas possuem vínculos de colaboração com grandes estilistas e proporcionam a oportunidade de trabalho colaborativo durante os estudos com essas grandes marcas.

Um plus para o currículo e para suas habilidades, que pode fazer a diferença na hora de uma contratação.

Você está considerando estudar moda no exterior? Qual seria sua universidade de escolha? Conte para nós nos comentários.

Top